Casamento em Chácara ou na praia: Veja SETE dicas para não errar na música da cerimônia

 Laqua Parla e Aline Von Bahten espaço Klaine  Crédito da foto Carol MattosAntonieta Pessa   06.12 2014 Klaine

Um casamento ao ar livre ou à beira-mar transborda  romantismo e pode parecer um sonho, mas também um pesadelo se a parte musical não fôr bem planejada.

  1. Antes de mais nada, é indispensável pensar na sonorização. Você tem que se lembrar do vento e de que não há paredes ou teto para limitar o som.   Dessa forma as falas do juiz e dos noivos e a música se tornarão inaudíveis para a maioria dos convidados.

Isso poderá ser resolvido com a colocação de  caixas de som amplificadas colocadas em pedestais com capacidade suficiente para o número de convidados, microfone para o celebrante e  uma mesa de som com entradas suficientes para todos os microfones, inclusive dos instrumentos contratados.

 

 

  1. O casamento ao ar livre combina com uma trilha sonora mais leve e descontraída, que tenha mais a ver com o gosto musical dos noivos!  Se você pensa que os grupos e orquestras só tocam músicas iguais pra todo mundo você fique tranquila que isto já mudou. Chega de Pompa e Circunstância, Minueto de Bach, Memory, Perhaps Love, Primavera de Vivaldi, pois, embora sejam canções muito bonitas, já saturaram e como sempre tocam as mesmas em todo casamento, você não precisa ser igual a todo mundo,

Hoje há grupos que tocam o que você quiser!  Tocam The Cure, Metallica, Bom Jovi, todas      baladas dos Beatles, The Turtles, Coldplay, e tudo o que você pedir…     …

  1. Não pense em economizar colocando CD. As músicas da cerimônia perderiam o romantismo e não teriam a mesma graça tocadas em CD.
  1. Só cuidado para não pegar músico picareta! Tem músico que se diz músico e nem lê uma partitura – Aí é melhor colocar CD do que arriscar. Tem que conhecer o trabalho antes ou ter recomendação.
  1. Colocar um toldo ou mais de um, dependendo do tamanho do toldo e da quantidade de músicos contratados para proteger os músicos e os instrumentos, pois os instrumentos como o violino e violoncelo são sensíveis à luz do sol direta e nem pensar em cair gotas de chuva sobre eles. Os músicos se recusam terminantemente a tocar se houver risco de molhar seus instrumentos.
  1. A localização de tomadas e voltagem deverão ser informadas com antecedência aos músicos para evitar surpresas desagradáveis. As extensões e  cabeamento são de responsabilidade da empresa que fará a sonorização e deverão ser instaladas dentro das normas de segurança para evitar tropeços e desligamentos.

 

LEMBRE-SE: Não é a quantidade de instrumentos contratados que fará a música da cerimônia tornar-se inesquecível, mas a contratação de bons músicos aliada à boa sonorização.

7. Verificar se há frequentes quedas de energia no local e cogitar a hipótese de alugar um gerador para evitar qualquer imprevisto com a parte elétrica;

QUARTETO DE CORDAS VIOLINARTE EM CURITIBA (ou TRIO DE CORDAS + TECLADO)

SITE(clique aqui): www.violinarte.com.br

violinarte@violinarte.com.br

(41)3262 3039 ou (41) 99810 0423

 

O Quarteto de Cordas, formado por 2 violinos, 1 viola e 1 violoncelo acrescenta sofisticação e elegância ao seu casamento Sua música suave pode ser também fundo musical para uma conversa tranquila, podendo estar presente em ambientes fechados e ao ar livre de qualquer evento formal.
Quase toda música CONTEMPORÂNEA pode ser tocada pelo Quarteto de Cordas mas as obras célebres dos grandes compositores como Haydn, Shubert, Bach, Vivaldi, etc ficam ainda mais bonitas quando executadas por essa formação.

Pode também substituir a viola por um piano digital, formando um  TRIO DE CORDAS + PIANO DIGITAL