Casamento em Chácara ou na praia: Veja SETE dicas para não errar na música da cerimônia

 Laqua Parla e Aline Von Bahten espaço Klaine  Crédito da foto Carol MattosAntonieta Pessa   06.12 2014 Klaine

Um casamento ao ar livre ou à beira-mar transborda  romantismo e pode parecer um sonho, mas também um pesadelo se a parte musical não fôr bem planejada.

  1. Antes de mais nada, é indispensável pensar na sonorização. Você tem que se lembrar do vento e de que não há paredes ou teto para limitar o som.   Dessa forma as falas do juiz e dos noivos e a música se tornarão inaudíveis para a maioria dos convidados.

Isso poderá ser resolvido com a colocação de  caixas de som amplificadas colocadas em pedestais com capacidade suficiente para o número de convidados, microfone para o celebrante e  uma mesa de som com entradas suficientes para todos os microfones, inclusive dos instrumentos contratados.

 

 

  1. O casamento ao ar livre combina com uma trilha sonora mais leve e descontraída, que tenha mais a ver com o gosto musical dos noivos!  Se você pensa que os grupos e orquestras só tocam músicas iguais pra todo mundo você fique tranquila que isto já mudou. Chega de Pompa e Circunstância, Minueto de Bach, Memory, Perhaps Love, Primavera de Vivaldi, pois, embora sejam canções muito bonitas, já saturaram e como sempre tocam as mesmas em todo casamento, você não precisa ser igual a todo mundo,

Hoje há grupos que tocam o que você quiser!  Tocam The Cure, Metallica, Bom Jovi, todas      baladas dos Beatles, The Turtles, Coldplay, e tudo o que você pedir…     …

  1. Não pense em economizar colocando CD. As músicas da cerimônia perderiam o romantismo e não teriam a mesma graça tocadas em CD.
  1. Só cuidado para não pegar músico picareta! Tem músico que se diz músico e nem lê uma partitura – Aí é melhor colocar CD do que arriscar. Tem que conhecer o trabalho antes ou ter recomendação.
  1. Colocar um toldo ou mais de um, dependendo do tamanho do toldo e da quantidade de músicos contratados para proteger os músicos e os instrumentos, pois os instrumentos como o violino e violoncelo são sensíveis à luz do sol direta e nem pensar em cair gotas de chuva sobre eles. Os músicos se recusam terminantemente a tocar se houver risco de molhar seus instrumentos.
  1. A localização de tomadas e voltagem deverão ser informadas com antecedência aos músicos para evitar surpresas desagradáveis. As extensões e  cabeamento são de responsabilidade da empresa que fará a sonorização e deverão ser instaladas dentro das normas de segurança para evitar tropeços e desligamentos.

 

LEMBRE-SE: Não é a quantidade de instrumentos contratados que fará a música da cerimônia tornar-se inesquecível, mas a contratação de bons músicos aliada à boa sonorização.

7. Verificar se há frequentes quedas de energia no local e cogitar a hipótese de alugar um gerador para evitar qualquer imprevisto com a parte elétrica;

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: